Maior chuva do ano em Fortaleza causa alagamentos e transtornos

18/01/2018 10:12

Defesa Civil recebeu vários chamados desde a madrugada desta quinta. A Funceme registrou precipitações na capital desde as 6h de 23,8 milímetros.

período das 7 horas de quarta-feira (17) às 7 horas desta quinta-feira (18), a maior chuva do ano, com 20,6 milímetros (Posto Messejana), segundo boletim da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). A precipitação causou alagamentos em diversas ruas e avenidas da capital. Conforme a A Funceme, choveu 23,8 milímetros somente nesta quinta-feira.

A Defesa Civil de Fortaleza recebeu vários chamados desde a madrugada. Segundo o órgão, não houve nenhum chamado para desabamento ou ocorrência grave. A maioria, de acordo com Defesa Civil, é de vias alagadas por causa de bueiros entupidos.

O órgão informou que foram constatados alagamentos na Avenida Perimetral, próximo a Rua Coronel Carvalho (Campo do Ferroviário) e Rua Cônsul Gouveia, no Bairro Carlito Pamplona.

Várias equipes estão nas ruas e a Defesa Civil deve divulgar um boletim com as ocorrências ao meio dia de quinta. Por volta das 7h, uma equipe do órgão se deslocou para o Rio Maranguapinho, no Bairro Siqueira, para fazer um monitoramento e saber se há risco de inundação.

 

Semáforos apagados

 

Por causa das chuvas, alguns semáforos de Fortaleza apresentaram problemas. Há semáforos sem funcionar na Avenida Domingos Olímpio, no trecho entre as Ruas Jaime Benévolo e Padre Mororó. Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) e do Via Livre já foram para os cruzamentos para orientar os motoristas. Apresentam também problemas semáforos na Avenida Bezerra de Menezes.

A AMC informou que está contabilizando o número de equipamentos com problemas devido à chuva.

 

Na Rua José Villar com Avenida Santos Dumont, no Bairro Aldeota, os carros tiveram dificuldade para trafegar. (Foto: Halisson Ferreira/TV Verdes Mares)

 

Alagamentos

 

O cruzamento entre as Avenidas Pontes Vieira e Desembargador Moreira, no Bairro Dionísio Torres deixou o trânsito lento durante a manhã. Na Rua Tabajaras, no Bairro Praia de Iracema, toda a rua ficou alagada. A síndica de um prédio disse que precisou evacuar a garagem porque a água entrou no subsolo. Uma equipe da Prefeitura de Fortaleza foi ao local e desobstruiu.

Já na Avenida Raul Barbosa, no Bairro Aerolândia, um trecho também teve congestionamento debaixo do viaduto da Avenida Almirante Henrique Sabóia. Os motoristas tiveram que ter paciência para passar com segurança.

Há relatos também de alagamentos nos cruzamentos das Ruas Capitão Melo, Hermínio Barroso, José Justa e Avenida Sabino Monte. Já no Centro de Fortaleza há registro de alagamento na Avenida Heráclito Graça entre as ruas Ildefonso Albano e João Cordeiro, já próximo ao Ginásio Paulo Sarasate, local característico de alagamento.

Outro ponto que registrou transtornos foi no trecho entre a Avenida Almirante Henrique Sabóia (Via Expressa) e a Avenida Júlio de Abreu, no Bairro Varjota.

Outros trechos mais críticos foram registrados nas avenidas Oliveira Paiva, 13 de Maio e José Bastos. O trânsito está lento devido às chuvas nas avenidas Duque de Caxias, Aguanambi, Washington Soares e Santos Dumont.

 

Na Avenida Desembargador Moreira próxima a Avenida 13 de Maio o um congestionamento foi formado por causa dos alagamentos. (Foto: Halisson Ferreira/TV Verdes Mares)

 

Rua dos Tabajaras no Bairro Praia de Iracema. (Foto: Rosa Vila de Iracema)

 

Rua Pedro Pereira no Centro de Fortaleza também registrou alagamentos. Pedestres tiveram dificuldades para trafegar nas calçadas. (Foto: Halisson Ferreira/TV Verdes Mares)

 

Fonte(Por G1 CE)

Voltar